Coletor instalado pela startup Solos também vai medir impacto do descarte correto de recicláveis em economia de energia e água e redução na emissão de CO2.

Uma composteira instalada no Parque da Cidade, no Itaigara, vai transformar todo resíduo orgânico produzido no 3º Seminário Salvador Cidade Inovadora, que acontece nesta quinta-feira (25), em adubo. Serão recolhidos materiais produzidos pelos foodtrucks que vão participar do evento. Ao mesmo tempo, os materiais recicláveis serão depositados em um coletor transparente, que mede o impacto do descarte correto desses itens em economia de água e energia, além de estimar a redução na emissão de CO2 no meio ambiente.

A iniciativa é realizada pela startup baiana Solos, que atua desenvolvendo soluções sustentáveis e inovadoras para a reciclagem de resíduos secos e orgânicos nos centros urbanos, em parceria com a Prefeitura de Salvador, que organizou o seminário.

“A ação interativa tem o objetivo de despertar o público sobre o impacto positivo que a reciclagem pode gerar para mitigar as mudanças climáticas e estimular o hábito da compostagem”, explica Saville Alves, sócia da Solos.

Os visitantes também vão aprender sobre a prática da compostagem, descobrindo como aplicar essa técnica em casa para estimular a decomposição de resíduos como cascas de legumes e verduras em nutrientes para enriquecer o solo. A expectativa é reaproveitar 30 kg de resíduos durante o seminário.

Essa mesma técnica é aplicada pela Solos na Escola Municipal Fernando Presídio, em Paripe, reaproveitando 100% do lixo orgânico produzido na merenda escolar da instituição. A startup também desenvolve atividades de educação ambiental na escola.


Comente Você Também!

comentários