De acordo com informações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças de Pequim, o uso da máscara em espaços abertos para prevenção de infecções por Covid-19 deixou de ser obrigatório na cidade desde ontem (18). Entretanto, as autoridades de saúde da capital recomendam que as distâncias de segurança entre os cidadãos continuem sendo mantidas. A informação foi divulgada pela Veja.

O novo regulamento entrou em vigor cinco dias antes do início da sessão anual do Congresso Nacional do Povo (equivalente ao Parlamento) no Grande Salão do Povo, em Pequim, e após várias semanas sem registro de novos resultados positivos para a Covid-19 na capital.

Dados publicados ontem (18) pela Comissão Nacional de Saúde da China apontam que há 86 infectados com coronavírus no país asiático, dos quais 10 estão em estado grave.

O Congresso Nacional do Povo terá dez dias de encontros, nele, cerca de 3.000 representantes de toda a China vão debater, entre outras leis, 17 propostas de legislação sobre saúde pública, sendo que uma visa aumentar o esforço no combate a epidemias e outra para proibir o comércio de animais silvestres no país.

*Metro1

Comente Você Também!

comentários