MEIO AMBIENTE: Limpeza da lagoa de Jauá será concluida em junho

Com cerca 120 mil metros quadrados de superfície, a lagoa de Jauá, aos poucos volta a ser um dos cartões postais do município. Isso, graças ao serviço de limpeza iniciado pela Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp) em janeiro.

Para não agredir o meio ambiente, a retirada dos matos e algas é feita de forma manual e deve ser concluído até o final de junho. A limpeza, feita por 20 profissionais e um fiscal, acontece de segunda-feira a sábado.

A cada mês são retiradas, aproximadamente, 100 toneladas de algas e entulhos da superfície. A ação é de grande importância, além de tornar o ambiente mais bonito e agradável para moradores, visitantes e veranistas, ela garante a saúde dos peixes, répteis, anfíbios e aves que habitam do local.

Os matos e algas, também denominados como sujeiras verdes, são causados pela poluição, seja por resíduos domésticos ou esgoto, que por sua vez geram os nutrientes essenciais para a proliferação das algas, que à noite diminuem a quantidade de oxigênio e lançam gás carbônico na água.


*Ascom

Comente Você Também!

comentários