O Jacuipense firmou uma parceria com o Bahia para utilizar o Fazendão como centro de treinamento. O local serviu como hospital de campanha durante o início da pandemia do coronavírus, mas agora volta a ser um espaço para treinos de futebol. No próximo domingo (9), o Leão do Sisal disputará pela primeira vez na sua história a Série C do Brasileiro. O presidente do clube de Riachão do Jacuípe, Gegê Magalhães, deu detalhes do acordo com o Tricolor, que se mudou no início deste ano para o CT Evaristo de Macedo, em Dias D’Ávila.

“Estamos ocupando algumas dependências do Fazendão. Estamos fazendo as intervenções necessárias, cuidando dos campos. Assumimos alguns custos como água e luz. Foi muito importante para a gente essa parceria. Estaremos com um centro de excelência para treinamento. Já levamos nossos equipamentos, academia na parte externa, seguindo todos os protocolos de saúde. Estamos felizes por estar com uma estrutura como essa num campeonato tão importante como a Série C. No ano passado, tivemos que improvisar treinamentos, já que não temos um CT. Tivemos que contar com a boa vontade de outros clubes para nos emprestar seus CTs. Treinamos em Riachão no próprio estádio [Eliel Martins]. É mais uma ferramenta para dar um passo a mais no nosso objetivo que é o título da Série C e o acesso à Série B”, explicou em entrevista ao Bahia Notícias.

No ano passado, o Leão do Sisal treinava no Wet’n Wild, localizado na avenida Luís Viana Filho, a Paralela, em Salvador. Já no início de 2020, o elenco passou a realizar suas atividades no Barradão, que pertence ao Vitória. Porém, os campos do CT Manoel Pontes Tanajura estão passando por manutenção e diante disso, o clube do interior precisou mudar de local para fazer seus trabalhos.

A estreia do Jacuipense na Série C será às 18h, contra o Remo, na Arena Valfredão.

*BN

Comente Você Também!

comentários