Na manhã desta quinta-feira (21), o prefeito Elinaldo Araújo visitou as instalações (CAPS) da Central Municipal de Regulação de Leitos Covid, já em funcionamento no combate à pandemia do novo coronavírus, e que é responsável por regular os leitos e encaminhar pacientes, conforme classificação de risco e tipo de recurso disponível para o Centro Intensivo de Combate ao Coronavírus (CICC), localizado na antiga Clirca, situado na Avenida Deputado Luís Eduardo Magalhães, no Centro, e muito em breve, para o Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus, no antigo Hospital da Mulher, no bairro Parque Verde I.

As unidades de emergência e hospitalares locais encaminham a requisição de leitos para pacientes suspeitos e confirmados da Covid-19 para a Central Municipal, que funciona de domingo a domingo, 24h por dia.

De acordo com o secretário da Saúde, Luiz Duplat, no espaço, o médico plantonista faz a regulação dos leitos, acompanha quantos estão disponíveis e pesquisa o perfil do paciente, após análise minuciosa dos critérios clínicos e grau de complexidade, autorizam a remoção do paciente para o leito especializado. “Para atender a esta dinâmica temos um médico regulador e também uma ambulância UTI para dar esse suporte, uma vez que a solicitação de encaminhamento pode acontecer a qualquer hora do dia”, explicou.

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel garante que o paciente seja atendido com segurança em uma estrutura totalmente adaptada, higienizada dentro dos critérios estabelecidos pelas normas técnicas nas saídas e nas chegadas dos atendimentos.

Conduzindo a visita e apresentando as instalações, Elba Brito, diretora de Controle e Regulação do SUS, informou que o sistema municipal é totalmente informatizado. “Após análise, consulta e pesquisa, a ambulância busca o paciente na UPA e leva para o centro adequado”, contou acrescentando que a unidade trabalhará com um médico regulador, dois profissionais no administrativo nas 24 horas e na ambulância, um médico, um enfermeiro e um condutor socorrista, para garantir a remoção segura dos pacientes regulados.

Feliz e satisfeito com o empenho e o esforço do município, o gestor aproveitou para agradecer o trabalho de todos. “Estamos buscando oferecer toda estrutura necessária para salvar a vida do nosso povo, e ver o esforço das equipes em organizar essa estrutura e os leitos para a nossa população muito me orgulha. Camaçari hoje é uma das referências no estado no enfrentamento ao coronavírus, pois não optou por depender de órgãos estaduais ou federais e montou, com recursos próprios, uma ampla frente de prevenção e combate a esse inimigo invisível”, finalizou.

O município possui o Centro Intensivo de Combate ao Coronavírus com 10 leitos de UTI, seis de unidades semi-intensivas e cinco de recuperação, além de cinco leitos de UTI e cinco de internamento pactuados com o Hospital Santa Helena. Já em fase final de implantação, Camaçari contará também com o Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus, espaço que abrigará mais 20 leitos de observação.

Também participaram da visita à Central Municipal de Regulação de Leitos Covid, a primeira-dama do município, Ivana Paula, e os vereadores Elias Natan e Zé do Pão, representando o Legislativo.

*Ascom

Comente Você Também!

comentários