Prefeitura retira barracas irregulares em Jauá

Dois dias após o Ministério Público Federal (MPF) entrar com uma ação civil pública contra o município de Camaçari exigindo a demolição de barracas de praias, a administração anunciou que as estruturas físicas foram retiradas no prazo de 60 dias.

Segundo a prefeitura, a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur) e a Limpeza Pública de Camaçari (Limpec), com apoio da 59ª Companhia Independente de Polícia Militar, retiraram nessa quarta-feira (10), nove barracas instaladas irregularmente na Praia da Sororoca, na localidade de Jauá.

A ação da procuradoria da República foi protocolada no dia 8. Conforme a Sedur, os donos das nove barracas já haviam sido indenizados, no passado, junto com todos os outros proprietários de equipamentos instalados na orla de Camaçari, que tiveram que sair do local por determinação da Justiça Federal a pedido da Superintendência do Patrimônio da União (SPU), que requereu a retirada de barracas das praias do País. Nas orlas marítimas só podem ser instalados equipamentos construídos nos padrões que a SPU e as prefeituras indicarem.


*Bocão News

Comente Você Também!

comentários