z1

Acusado de estupro, Almiro Sena tem prisão domiciliar revogada pela Justiça

on

Réu em uma ação por crime de assédio sexual, o promotor Almiro Sena teve a prisão domiciliar revogada pelo desembargador Mario Alberto Hirs, relator do caso no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ). A decisão permite a Sena aguardar o julgamento em liberdade. Apesar de suspender as medidas cautelares contra o promotor, Hirs concluiu o relatório sobre a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Estado (MP) e liberou o processo para ser julgado na Corte.

Ex-secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos de 2011 a 2014, Sena foi acusado de assédio e estupro por servidoras da pasta. No último dia 12 de julho, Hirs decretou a prisão preventiva do promotor, que chegou a ficar oito dias no 12º Batalhão da PM, em Camaçari.

Parado no tempo
No fim de junho, o Conselho Nacional do MP autorizou a procuradora-geral de Justiça da Bahia, Ediene Lousado, a ajuizar ação civil de perda de cargo contra Almiro Sena. Contudo, a decisão ainda não foi cumprida. Promotores ouvidos pela Satélite garantem que o atraso pode livrar Sena de ser demitido, devido à eventual prescrição do crime de assédio.


*Correio da Bahia

Comente Você Também!

comentários

ThemeTF Osage - Multi-Use WordPress Magazine Theme