Ufba oferece cotas na graduação para refugiados e pessoas trans a partir de janeiro

A partir de janeiro de 2019, a Universidade Federal da Bahia (Ufba) vai oferecer cotas para transexuais, transgêneros e travestis.

O modelo de inclusão também pretende beneficiar refugiados ou imigrantes em situação de vulnerabilidade social. As cotas existentes na universidade já contemplam quilombolas e índios aldeados.

“A reserva de vagas será aplicada na seleção para os dois semestres, quando pertinente, e nas eventuais chamadas subsequentes à matrícula dos candidatos convocados em primeira chamada, nos casos em que, por qualquer motivo, essa matrícula não tenha se efetivado”, diz a instituição.

Além da Ufba, as Universidades Federal do Sul da Bahia e a Estadual da Bahia (Uneb) também oferecem cotas para pessoas trans.


*Bahia.ba

Comente Você Também!

comentários